Waldson rebate Bruno Cunha Lima e diferencia gestão pactuada de terceirização

1368709981996-waldson-de-souzaO secretário estadual de Planejamento do Estado da Paraíba, Waldson Souza, rebateu críticas do deputado estadual Bruno Cunha Lima (PSDB), líder da oposição na Assembleia Legislativa da Paraíba, e defendeu a gestão pactuada do Estado no setor de Educação.
Bruno usava espaço no programa Rádio Verdade da Arapuan para dizer que o Estado estaria “terceirizando” a educação. Waldson contestou a afirmação do líder da oposição e lembrou que existe distinção entre terceirização e gestão pactuada e que uma rápida pesquisa no Google esclareceria a diferenciação.
“Tem que ser diferenciado, e acho que o deputado tem formação o suficiente para diferenciar isso, que terceirização é uma lei específica aprovada no mês de março e sancionada pelo presidente Temer, inclusive com possibilidades completamente diferentes da lei de gestão pactuada que já está em vigência no país desde 98. É a lei 9.637. E em 2011, a lei 9.654, aprovada pela Assembleia Legislativa, autoriza a gestão pactuada com organizações sociais”, comentou.
Waldson lembrou que o tio do deputado, senador Cássio Cunha Lima, tentou terceirizar a Cagepa quando esteve à frente do Governo do Estado.
“Terceirização era o que PSDB queria fazer com a Cagepa é o que Cássio propôs fazer com a Cagepa, não isso que nós estamos fazendo”, concluiu.
Wscom