Seguro de R$ 400 mil pode ter sido motivo de morte de mulher na Praia do Bessa

Um seguro de vida de cerca de R$ 400 mil  pode ter sido o motivo da morte de uma mulher que foi encontrada morta na Praia do Bessa, em João Pessoa. A suspeita é do delegado Reinaldo César que investiga o caso, uma vez que o acusado era o único beneficiário.

O juiz plantonista da 3ª Vara Criminal expediu o mandado de prisão preventiva do acusado no último sábado (15) e na tarde desta segunda-feira (17), ele foi preso.

A morte de Natália Donato de Lima, de 28 anos, aconteceu na madrugada do dia 6 de agosto deste ano e o marido alegou que ela foi puxada pela correnteza e que não conseguiu retornar.

Segundo o relato do marido, eles resolveram dar um mergulho durante a madrugada na praia do Bessa, e a esposa se afogou. Ao amanhecer, a Polícia Militar encontrou o corpo da vítima na areia da praia do Bessa.

O casal havia se mudado do Rio de Janeiro para a Paraíba há quatro meses, na época da morte da mulher. O corpo dela foi exumado a pedido da Polícia Civil para o prosseguimento das investigações. O delegado Reinaldo Nóbrega, da Delegacia de Homicídios da Capital, está no comando do caso.

Redação