Polícia investigará se filha de empresário sabia que esposo havia mandado matar o próprio pai

O delegado Aldrovilli Grisi, responsável por investigar a morte do empresário Arnóbio Ferreira, de 77 anos, assassinado na manhã do dia 24 de novembro de 2017, em Manaíra, João Pessoa, revelou nesta quinta-feira (07) que, apesar das sete pessoas presas, as investigações continuam em busca de mais envolvidos no crime.

Uma das pessoas que ainda será sondada pelas autoridades policiais é a filha do próprio empresário, casada com Antônio Cícero, apresentado como mentor intelectual da ação criminosa. De acordo com o delegado Marcos Paulo, ficou comprovado que foi um crime por dinheiro, já que o inventário da vítima gira em torno de R$ 70 milhões.

“Vamos investigar se a filha dele sabia de algo, afinal, você iria entrar numa dessas, correndo o risco de ficar sem nada, sem que sua esposa soubesse? Durante o mandado de busca e prisão hoje realizado na casa dele hoje, a esposa ficou surpresa e falou informalmente que não tinha conhecimento e sequer acreditava nessa hipótese”, contou Aldrovilli.