Quem paga as tarifas de importação impostas por Trump?

O presidente dos Estados UnidosDonald Trump, afirma que a China paga as tarifas que ele impôs sobre US$ 250 bilhões em exportações chinesas aos EUA, mas o fato é que não é exatamente dessa maneira que as tarifas funcionam.

“Por 10 meses, a China vem pagando tarifas aos EUA”, tuitou Trump no domingo, acrescentando que ele aumentaria as taxas novamente, em meio às negociações paralisadas sobre um acordo comercial com a China.

As tarifas de Trump, porém, não são pagas pelo governo chinês ou por empresas localizadas na China. Elas são pagas por importadores de produtos chineses – em geral, companhias norte-americanas ou unidades de empresas estrangeiras registradas nos EUA.

Os importadores frequentemente transferem os custos das tarifas aos clientes, em sua maioria fabricantes e consumidores nos Estados Unidos.

O que o “homem-tarifa” diz

Trump repete constantemente que a China paga por tarifas norte-americanas sobre seus bens.

“Temos bilhões de dólares da China entrando em nosso Tesouro, bilhões. Nunca tivemos 10 centavos vindo para nosso Tesouro; agora temos bilhões entrando”, disse ele em 24 de janeiro.

Ele já impôs tarifas de 25% sobre US$ 50 bilhões de importações chinesas. As importações globais de aço e alumínio e os embarques de máquinas de lavar e painéis solares também estão sujeitos às taxas que Trump estabeleceu desde janeiro de 2018.

Como as tarifas realmente funcionam

A Alfândega e Proteção de Fronteiras dos EUA (CBP, na sigla em inglês) coleta as taxas sobre importações. A agência normalmente exige que os importadores paguem as tarifas em um prazo de 10 dias do despacho de seus embarques nas alfândegas.

G1