Alemanha vai investir seis bilhões de euros em casas a preços acessíveis

O Governo alemão quer fazer face à escalada dos preços do imobiliário e promete investir seis bilhões de euros na promoção do acesso à habitação. A chanceler Angela Merkel reconhece que este é “um dos temas quentes do nosso tempo”.

Ao longo de quatro anos, o Executivo prevê construir 1,5 milhões de casas e apartamentos a preços reduzidos. Mas há também incentivos fiscais para facilitar a aquisição de habitação.

Uma das medidas permite que os pais que tenham comprado ou construído uma casa recebam um abono de 1200 euros por cada filho, durante dez anos, desde que tenham rendimentos anuais abaixo dos 75 mil euros, explica a Deutsche Welle.

A Alemanha tem sofrido uma subida acentuada dos preços da habitação. Nos últimos cinco anos, as rendas em Berlim subiram em média 33%, de acordo com um estudo recente. Os preços das propriedades também subiram cerca de 20%.

As autoridades temem que a exclusão de grande parte da população do acesso a casas com preços razoáveis possa causar mal-estar social. No mês passado, dez mil pessoas manifestaram-se em Berlim para pedir medidas que travem a escalada dos preços do imobiliário e dois prédios devolutos foram ocupados.

“Para muitos, um dos temas quentes do nosso tempo é encontrar casa a preços acessíveis”, afirmou Angela Merkel, num vídeo em que anunciou as medidas. “O governo federal está a reagir a isto com uma ofensiva habitacional que será posta em prática passo a passo”, acrescentou.

Público PT