São Paulo completa 40 dias sem vencer; veja números da empacada no Brasileirão

queda livre do São Paulo no Campeonato Brasileiro tirou o time da liderança para a quarta posição. A equipe fechou o turno no topo e agora está sete pontos atrás do líder e rival Palmeiras.

A má fase motiva busca por respostas no São Paulo. A cúpula do futebol e a presidência, inclusive, se reuniram com o técnico Diego Aguirre na última segunda-feira. A razão óbvia para a derrocaada é a falta de vitórias. Nesta quinta-feira, o Tricolor completa 40 dias sem um resultado positivo.

O São Paulo venceu pela última vez no dia 8 de setembro, quando bateu o Bahia, por 1 a 0, no Morumbi. Desde então, o Tricolor emenda um jejum de cinco partidas sem um resultado positivo.

O atual jejum de vitórias do São Paulo é o maior na temporada. Até então a equipe havia ficado no máximo quatro jogos em sequência sem ganhar (entre abril e maio, quando empatou com Atlético-PR, pela Copa do Brasil, Ceará, Fluminense e Atlético-MG, pelo Brasileirão).

Por isso, o desejo imediato é vencer o Atlético-PR, sábado, às 19h (de Brasília), no Morumbi, para diminuir a desconfiança interna e externa. No clube há descrença de que a vantagem de sete pontos do Palmeiras possa ser revertida. Há, inclusive, temor pela perda de uma vaga direta na Libertadores.

– O objetivo é voltar a vencer a próxima partida. Nesse caso é o Atlético-PR, no Morumbi. Vencendo podemos pensar em outra coisa. Mas se não voltar a vencer não vamos chegar a lugar nenhum. Então o objetivo máximo é a próxima rodada, vencer o próximo jogo, e no final vamos ver o que acontece – disse Hudson.

Veja abaixo dados e números que explicam a queda do São Paulo no Brasileirão:

  • Maior jejum de vitórias do ano: empates com Santos (0 a 0), América-MG (1 a 1) e Botafogo (2 a 2), e derrotas para Palmeiras (2 a 0) e Internacional (3 a 1).
  • Time é o 14º colocado no segundo turno do Brasileirão: 11 pontos em 10 jogos.
  • Tricolor fez oito gols em dez partidas no returno: média de 0,8 gol por rodada.
  • Fim da invencibilidade dentro do Morumbi no Brasileirão com a derrota no confronto direto para o rival Palmeiras. Agora são 14 jogos, com nove vitórias, quatro empates e uma derrota.
  • Desfalque de Everton: o meia-atacante só jogou 90 minutos em uma partida do returno, no empate por 1 a 1 com o Paraná, em Curitiba. Contra Ceará (68 minutos), Santos (45 minutos) e Palmeiras (sentiu logo depois de entrar em campo no segundo tempo e atuou mesmo assim por 45 minutos) ele não estava 100%. Everton teve três problemas seguidos na coxa esquerda e segue fora da equipe por tempo indeterminado.

G1