Veja o monstruoso buraco negro recém-descoberto que engole um Sol a cada dois dias

Um grupo de astrônomos australianos descobriu um super buraco negro brilhante, que cresce de uma forma nunca antes observada e é capaz de absorver uma massa equivalente à do Sol a cada dois dias.

À primeira vista, a existência de um buraco negro que brilha parece uma contradição. A explicação passa pelo próprio tamanho do objeto astronômico, com uma massa equivalente a 20 milhões de vezes a do nosso Sol, e também pela acelerada velocidade de expansão.

“Esse buraco negro está crescendo tão rapidamente que é milhares de vezes mais brilhante que uma galáxia inteira, por causa de todos os gases que absorve diariamente e que causam muito atrito e calor”, explicou Christian Wolf, da Escola de Astronomia e Astrofísica da Universidade Nacional Australiana (ANU, na sigla em inglês).

Além de intensa, a luz desse “monstro” recém-descoberto era, principalmente, ultravioleta, apesar de também irradiar raios que “tornariam a vida impossível na Terra se estivesse no centro de nossa Via Láctea”, segundo o astrônomo australiano.

O telescópio Skymapper detectou essa luz quando ela se tornou vermelha em seu caminho de bilhões de anos em direção à Terra e, em seguida, o satélite Gaia, da Agência Espacial Europeia, confirmou que se tratava de um quasar.

No entanto, ainda é tratado como mistério por astrônomos o fato desse buraco negro ter crescido tanto e tão rápido. Christian Wolf acredita que fenômenos como esse podem ser usados como referência para observar e estudar as primeiras galáxias que se formaram no Universo.

BBC