Lacen faz 322 mil exames e dobra quantidade com relação ao ano de 2017

O Laboratório Central Municipal (Lacen) realizou 322.124 exames nos dois primeiros meses do ano, sendo 152.388, em janeiro, e 169.736, em fevereiro. A quantidade de análises supera em 114% o que foi feito no mesmo período de 2017 (150.481 exames). O Lacen ampliou a 34 o número de postos de coleta e a disponibilidade de tipos de exames realizados.

A diretora do Lacen, Patrícia Gusmão, explica que o crescimento do serviço se deve à introdução de exames hormonais e de sorologias, que antes eram feitos por laboratórios credenciados pela Prefeitura, por meio de licitação. “Adotamos esta medida para agilizarmos o acesso ao serviço e garantirmos economia à máquina pública. Contudo, alguns exames ainda são realizados nestes laboratórios”.

Ao passo em que novos exames foram disponibilizados pelo Lacen, os postos de coleta foram ampliados, chegando a 34. A definição dos locais foi feita mediante mapeamento pelos distritos sanitários, conforme a demanda da população. A maioria está instalada em unidades de Saúde da Família.

Patrícia Gusmão destaca que não existe mais espera para a realização dos exames. “Quando o médico entrega a requisição de exames ao paciente, ele pode procurar um dos 34 postos de coleta ou vir ao Lacen, sem necessidade de marcação. Mas se for um exame que não realizamos, o usuário vem ao Lacen, que fazemos a marcação e o encaminhamento para o laboratório credenciado”, afirma a diretora.

Atendimento – A rede do Lacen atende a uma média de 800 pessoas ao dia, sendo 200 na sede e 600 nos postos de coleta. Todas as análises são feitas no Lacen, que é responsável pelo transporte do material coletado nos postos em recipiente adequado, conforme normas de biossegurança e qualidade.

O Laboratório adquiriu equipamentos de última geração devido ao aumento do número de exames realizados. Um dos maquinários tem a capacidade de realizar 1.200 análises por hora.

O Lacen funciona no Centro de Atenção Integral à Saúde (Cais) de Jaguaribe, das 6h30 às 17h, com limitação de 200 fichas por dia. Para a realização dos exames, o usuário deve apresentar xerox do Cartão SUS, do RG ou certidão de nascimento (no caso de crianças que ainda não têm o documento) e comprovante de residência.

Na realização do exame, o usuário recebe um código e uma senha para ter acesso aos resultados por meio do endereço eletrônico www.lacen.joaopessoa.pb.gov.br, além da possibilidade de retirá-los pessoalmente no Lacen.

Serviço Ambulatorial – O serviço realizado pelo Lacen é ambulatorial. Os exames de urgência são realizados pela rede hospitalar e as Unidades de Pronto Atendimento (UPA), que possuem laboratórios próprios. Conforme Patrícia Gusmão, os exames mais demandados são hemograma, glicose, colesterol e triglicerídeos.

“Também fazemos muitas análises dos níveis de vitaminas e hormonais, devido à má alimentação da população”, conta a diretora do Lacen. Ela destaca que outro fator do crescimento do número de exames é o atendimento às gestantes de todo o Município. “Fazemos as uroculturas das gestantes atendidas no Instituto Cândida Vargas, para saber se estão com infecção bacteriana, além dos hormônios e microbiologia”.

Secom-JP